Skip navigation

Tendências para 2013: ‘Big Data’ fica ainda mais importante

Originally Posted on Author's Blog
Big+Data.jpg

Algumas indústrias tem maior probabilidade de se beneficiarem mais da ‘Big Data’ do que outras


Montar um perfil correto do comportamento do consumidor é altamente complexo e, possivelmente, o maior desafio do marketing hoje em dia. As empresas precisam ultrapassar barreiras não apenas limitadas às dificuldades tecnológicas de coletar diferentes conjuntos de dados de plataformas tradicionais e digitais.

Numa era digital, na qual a maioria das interações entre consumidores são de alguma forma mensuráveis, dois terços das empresas pesquisadas em todo o mundo pela Capgemini em fevereiro se descreveram como "guiadas por dados", sugerindo que a maioria dos executivos reconhece o valor dos dados na melhoria do sucesso operacional.

Mas, com exceção de orçamento e de planejamento, a maioria dos executivos pesquisados pela McKinsey & Company em abril indicou uma grande lacuna no seu uso de “Big Data”.

post_big_data_I.png

Tal lacuna não é tão surpreendente, dada a enorme variedade de dados que diferentes funções de empresas podem coletar. Da mesma forma, os benefícios potenciais advindos da análise dos dados coletados e a reformulação estratégica, baseada nessa análise, irão variar de indústria para indústria e de empresa para empresa. Os executivos sênior pesquisados pela Economist Intelligence Unit em fevereiro, por exemplo, atribuíram um valor muito maior para o ponto de venda e para dados das mídias sociais para varejo e empresas CPG, em comparação com outras indústrias.

post_big_data_II.png

Mas, se varejistas são os beneficiários mais óbvios das “Big Data”, está claro que indústrias de todos os tipos necessitarão melhorar as suas coletas, análise e o uso dos dados que elas compilarem. Na América do Norte, quase todos os executivos ouvidos pela Oracle em abril concordaram que serão necessárias, nos próximos dois anos, melhorias na coleta de informações e nas práticas de análise. O maior grupo, 43%, acha que o refinamento mais necessário está na capacidade de transformar informação em percepção que produza ação. A prioridade seguinte mais importante foi a ligação entre o aumento da precisão da informação obtida e a melhoria do treinamento em análise de dados.

Obter bons dados e ser capaz de transforma-los em algo de valor irá requerer uma dedicação contínua da atenção e de recursos para que o pessoal do marketing possa se beneficiar. Isso não é fácil, especialmente enquanto persistirem as preocupações sobre conseguir retorno sobre investimento a partir das “Big Data” e se alguma coisa está crescendo.

Fonte: eMarketer
Chapters
United States
Argentina
Australia
Austria
Bahrain
Belgium
Brazil
Cambodia
Canada
China
Costa Rica
Czech Republic
Denmark
Dominican Republic
Ecuador
El Salvador
France
Germany
Global
Greece
Iceland
India
Indonesia
Ireland
Isle of Man
Israel
Italy
Japan
Jordan
Kazakhstan
Kenya
Kuwait
Malaysia
Mexico
Moldova
Mongolia
Morocco
Netherlands
New Zealand
Nigeria
Oman
Panama
Paraguay
Peru
Portugal
Qatar
Russia
Saudi Arabia
Singapore
South Africa
South Korea
Spain
Sri Lanka
Sweden
Switzerland
Tunisia
Turkey
Ukraine
United Arab Emirates
United Kingdom